sexta-feira, 14 de setembro de 2012

#37- Marco Parlla, O Dublador#11


Clique na imagem para ampliar

-Saiba mais sobre a história do Parque Dona Lindu aqui.

-O evento em que a Tânia comenta na tirinha é o Festival Kanzen, um dos eventos de cultura pop mais importantes de Pernambuco. Aliás, eu e o Luciano vamos estar por lá também, batendo um papo com os leitores e vendendo as camisas do Mistiras.

-A grande dubladora Tânia Gaidarji dispensa apresentações, não? Conheça mais sobre o trabalho dessa grande profissional aqui, seu site oficial aqui e seu fã clube no Face aqui (ufa!).

-Quer comprar essa tira (ou a que o Marco esta usando) em forma de camisa? Saiba como aqui.

Na próxima sexta: as férias de Marco e sua namorada chegam ao fim. Até lá!

6 comentários:

Nane disse...

Se ele disser "Tânia, essa aqui é a minha namorada, dona do meu coração e paixão da minha vida!" vai resolver boa parte do problema.

(T-T) Por que acabar com as férias do rapaz? Ele parece de divertir tanto com a namorada em Recife. Bora colocar a cabeça pra pensar, Ary! Inventa mais passeio, faz ele ser parado pelo Bando do Chapéu de Couro...

Se eu esbarrar com a Tânia Gaidarji por aqui em outubro, perguntarei como foi o encontro com o Capitão Ovelha. =P

Abraço, meninos! o/

Ary disse...

Nane, o objetivo de terminar esse arco na próxima tira é para que o Marco possa viver outras "aventuras" diferentes. Mas isso não significa que a coisa termina aqui: pretendo uma vez por ano, mais ou menos, trazer o Marco e a namorada dele para visitar Recife, mostrando outros pontos turísticos e referências.

E quanto a Um Teco... espere o próximo mês para saber! XD

Abração! o/

Nane disse...

Esperar um ano pro Marco Parlla sair de férias? Santo Seiya! É muito tempo... mas não tem problema. De férias ou trabalhando, Marco Parlla é divertido!

Opa, gostei desse "espere o próximo mês" pra saber de Um Teco. Hehehehe

Obrigada por aparecer lá no Cappuccino de novo! o/

Abração!
Nos vemos em Recife!

Unknown disse...

Ciumes! Ninguem controla de verdade! só os forever alones msm...

Luciano Félix disse...

Eu juro que controlo! Aliás, não tenho. O único tipo que tenho é o de proteção, não o de medo de perda.

Nane disse...

Essa coisa de proteção também é ciume. A diferença é que quando se tem confiança dos dois lados, não existe o "medo" de perder.